Telemedicina aguarda regulamentação para beneficiar a saúde da população

Discutida em audiência pública na Câmera dos Deputados com a presença de médicos de entidades e associações, a temática telemedicina mostrou responsabilidade, ética e prioridade à saúde populacional

Por Assessoria 02/12/2019 - 13:46 hs

Quinta-feira passada, dia 29 de novembro, a Comissão de Seguridade Social promoveu uma audiência pública a pedido da Deputada Adriana Ventura (Novo/SP) para debater sobre a regulamentação da telemedicina no Brasil.

Médicos e representantes acadêmicos e de instituições médicas tiveram a oportunidade de pontuar a importância da telemedicina para a saúde populacional. Participaram do debate: Dr. Jefferson Gomes Fernandes, Presidente do Conselho Curador do Global Summit Telemedicine & Digital Health, representando a Associação Paulista de Medicina (APM), Dr. Chao Lung Wen (USP), Dr. Carlos Aita Schmitz (UFRGS), Dr. Luiz Ary Messina (RUTE/RNP) e Dr. Luis Antonio Ribeiro (UFMG).

Segundo a Deputada Adriana Ventura, o objetivo do requerimento da audiência pública sobre telemedicina foi o de fomentar a discussão em torno da tecnologia e como ela pode contribuir na prestação de serviços à saúde, diminuindo distância, permitindo o acesso à população e diagnósticos mais precisos, bem como conectar entes e ajudar no tratamento e prevenção da saúde.

“Essa comissão têm muitos médicos e eles trazem pontos significantes e eu acho importante pontuar que todos façam seus comentários para que possamos aproveitar tudo o que a telemedicina traz de bom e também construir algo que favoreça a saúde e que beneficie o paciente no centro da atenção”, ressalta a deputada.

Entre os principais pontos abordados durante a sessão, a Deputada questionou a opinião dos convidados com relação aos motivos da resistência por parte de alguns médicos em aceitar a telemedicina.

“Parte desta resistência de um segmento da classe médica está no desconhecimento dos benefícios e de como utilizar a telemedicina na prática médica. Preconizamos uma telemedicina responsável, ou seja, feita com ética, segurança e qualidade e conhecendo, além dos seus benefícios, suas limitações. Esta tecnologia é complementar aos cuidados presenciais, e já é realizada em muitos países, tanto na saúde pública quanto privada”, ressalta o médico neurologista, Dr. Jefferson Fernandes.   

Para Dr. Fernandes, o novo e as mudanças podem gerar preocupações, mas, na opinião do médico neurologista, a carreira médica pode ser alavancada com a telemedicina, como já acontece em outros países e mesmo no Brasil.

“Fazer telemedicina não é uma obrigação, é um desejo, seja do médico que queira usar essa tecnologia e do paciente, que gostaria de ser atendido dessa forma, então não é uma obrigatoriedade”, lembra o médico representante da APM.

Para todos os participantes da audiência pública, foi unanimidade a urgência da regulamentação de uma telemedicina ética, capaz de contribuir para a saúde populacional com a possibilidade de ampliar e melhorar a qualidade assistencial.

“Eu acredito que o mais importante é a saúde do cidadão e das populações. Nós devemos priorizar essa questão, que tem que estar à frente de qualquer outra, porque uma vez fazendo isso, nós podemos chegar a um equilíbrio entre o que é necessário e o que pode ser feito para os profissionais que atuam nessa área e principalmente para os médicos”, reforça Dr. Jefferson Fernandes.

A Deputada Adriana Ventura reiterou ao fim da audiência, que essa é a segunda rodada de conversas, com o objetivo de ouvir todas as partes envolvidas e interessadas em telemedicina e que a primeira audiência pública realizada no dia 5 de novembro, contou com a participação do CFM e outras associações médicas.

 

A íntegra da audiência pública pode ser conferida no link: https://youtu.be/8aWHEJg_RWc

 

Global Summit Telemedicine & Digital Health

O Global Summit Telemedicine & Digital Health é o maior e mais importante evento da América Latina sobre telemedicina e tecnologias em saúde, idealizado pela Associação Paulista de Medicina que também é a responsável pela curadoria científica.  A organização e promoção do evento estão sob a chancela do Transamérica Expo Center.

A proposta do evento é congregar todo o ecossistema da saúde digital e telemedicina, reunindo os atores e os melhores especialistas destas áreas, para compartilharem conhecimento e experiências de ações e iniciativas nacionais e internacionais.

http://telemedicinesummit.com.br

http://associacaopaulistamedicina.org.br

http://www.transamericaexpo.com.br