Athletico goleia o Shonan Bellmare e conquista o segundo título internacional da sua história

Furacão venceu os japoneses com facilidade, por 4 a 0, em Hiratsuka, e conquistou a Levain Cup/Conmebol Sul-Americana

Por Assessoria 07/08/2019 - 11:04 hs

Athletico goleia o Shonan Bellmare e conquista o segundo título internacional da sua história
Athletico conquistou o título no Japão (Miguel Locatelli/Athletico)

Furacão venceu os japoneses com facilidade, por 4 a 0, em Hiratsuka, e conquistou a Levain Cup/Conmebol Sul-Americana

A conquista representa mais do que a consagração mais uma vez do projeto de internacionalização do clube. Além da taça, o Furacão leva para casa US$ 900 mil (R$ 3,5 milhões na cotação atual). A goleada também marca a história da competição, antiga Copa Suruga Bank, como o placar mais elástico de todas as decisões.

Agora, o Rubro-Negro volta as atenções para o Brasileirão. A delegação retorna do Japão e já tem compromisso marcado contra o Botafogo, no próximo domingo (11), às 16h, no Rio de Janeiro.

O jogo

Quem esperou facilidade se surpreendeu com o início de partida em Hiratsuka. Adotando a postura ofensiva que já era esperada, o Athletico encontrou dificuldades diante de uma defesa bem postada, que marcou forte e impediu as jogadas trabalhadas. A primeira grande chance aconteceu aos sete minutos, com Rony arriscando da esquerda e forçando o goleiro Matsubara a fazer boa defesa.

O Shonan Bellmare se soltou aos poucos e conseguiu equilibrar o jogo, rondando mais a área do Furacão. O time japonês não só conseguiu levar perigo, mas balançou duas vezes as redes. Aos 17, o árbitro anulou o gol de Yamada após falta de Ibusuki no goleiro Santos. Aos 35, Tokac marcou um golaço, mas foi anulado por impedimento.

Para furar as bem postadas linhas adversárias, o Athletico apostou nas jogadas em velocidade de Rony pelo lado esquerdo. Quando não assustou, como um chute forte espalmado pelo arqueiro japonês, o camisa 7 serviu Marco Ruben, que mandou raspando a trave e por pouco não marcou.

Mas foi em uma das raras falhas da defesa do Bellmare que o Rubro-Negro abriu o placar. Aos 40 minutos, a zaga japonesa errou a saída de bola e deixou nos pés de Wellington, que cruzou na medida para Marcelo Cirino, de cabeça, mandar para o fundo das redes e levar a vantagem para o intervalo.

Com a vantagem, o Athletico foi ainda mais soberano no segundo tempo. Trabalhando bem a bola, o time paranaense ampliou o placar aos sete minutos, com um golaço de Rony. Aproveitando belo lançamento de Bruno Nazário, o camisa 7 dominou no peito e soltou uma bomba, no ângulo, de Matsubara: 2 a 0.

Sob forte calor e com seis substituições, aos poucos o técnico Tiago Nunes foi rodando a equipe. O comandante colocou Nikão e Thonny Anderson e, com apenas três minutos em campo, a mudança surtiu efeito.

Aos 17, Nikão acionou Marcelo Cirino, que serviu Thonny Anderson. Na pequena área, o camisa 38 só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro e marcar o terceiro gol rubro-negro.

Aniquilando todas as forças do adversário, o Athletico seguiu controlando e fechou o placar já na reta final de partida. Aos 38 minutos, Braian Romero recebeu enfiada de bola de Thonny Anderson e teve apenas o trabalho de bater na saída de Matsubara, fechando a conta e o segundo título internacional da história rubro-negra.

FICHA TÉCNICA

SHONAN BELLMARE 0X4 ATHLETICO

Local: Shonan BMW Stadium, Hiratsuka (Japão).

Data: Quarta-feira, 07 de agosto de 2019.

Horário: 7h (de Brasília).

Árbitro: Muhammad Taqi Aljaafari Bin Jahari (Singapura).

Assistentes: Abdul Hannan Bin Abdul Hasim e Ong Chai Lee (Singapura).

Shonan Bellmare: Matsubara; Leandro Freire, Onoda e Suzuki (Saito); Okamoto (Kobayashi), Matsuda (Wakatsuki), Kaneko e Mouri; Ibusuki (Crislan), Yamada (Sugioka) e Tokac (Crislan).

Técnico: Cho Kwi-Jae.

Athletico: Santos; Jonathan (Madson), Léo Pereira, Pedro Henrique (Lucas Halter) e Márcio Azevedo; Wellington (Lucho González), Bruno Guimarães e Bruno Nazário (Nikão); Marcelo Cirino, Rony (Braian Romero) e Marco Ruben (Thonny Anderson).

Técnico: Tiago Nunes.

Gol: Marcelo Cirino aos 40′ do primeiro tempo,  Rony aos 10′, Thonny Anderson aos 17′ e Braian Romero (CAP) aos 38′ do segundo tempo.