O jornal O Repórter falou com o advogado de defesa de Dranka, o criminalista Cláudio Dalledone

Por Redação 30/06/2017 - 18:43 hs

Começaram as oitivas dos réus quanto ao assassinato do prefeito eleito de Piên, Loir Dreveck. Gilberto Dranka, ex-prefeito do município, e o vereador eleito no último mandato, Leonides Maahs, além de outros dois envolvidos, começaram a ser ouvidos às 13h dessa sexta-feira (30), no Fórum de Rio Negro.

O jornal O Repórter falou com o advogado de defesa de Maahs, o criminalista Cláudio Dalledone, que se diz confiante quanto à inocência de seu cliente. A redação tentou falar também com os acusados, mas não teve êxito.

O Jornal segue acompanhando o caso e dá mais detalhes logo após o fim das oitivas, quando o juiz decidirá se Maahs, Dranka, Orvandir Arias Pedrini e Amilton Padilha vão ou não a júri popular. Além de Dreveck, eles também são acusados pela morte de Genésio de Almeida, morto por engano horas antes do prefeito, devido à semelhança dos carros.













Dezembro Roxo