Medicamento a base de laranja vermelha é indicado para emagrecimento saudável

Ativo natural reduz gordura abdominal e é mais eficaz quando associado à atividade física e à alimentação balanceada

Por Assessoria 19/11/2021 - 19:20 hs

Medicamento a base de laranja vermelha é indicado para emagrecimento saudável
Foto: Tara Winstead/Pexels

No Brasil, 96 milhões de pessoas têm excesso de peso, o que representa uma porcentagem de 60% da população adulta. Os dados são da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS/2019), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O órgão alerta para a necessidade de medidas de reversão do quadro. Nesse cenário, alguns medicamentos podem ajudar no emagrecimento saudável e na retomada do bem-estar.

                                                                                                  

De acordo com a pesquisa, aproximadamente 26% das pessoas com excesso de peso apresentam obesidade. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença é um dos mais graves problemas de saúde e afeta o indivíduo em sua dimensão física, mental e emocional. A estimativa do órgão é de que, em 2025, 2,3 bilhões de adultos no mundo estejam acima do peso. Desse quantitativo, 700 milhões de pessoas estarão com obesidade, com um índice de massa corporal (IMC) acima de 30.

 

Segundo o Ministério da Saúde, a obesidade é considerada um problema de saúde pública que afeta o indivíduo em sua dimensão física, mental e emocional. As recomendações são que, no caso de tratamentos medicamentosos, atividade física e alimentação balanceada sejam incluídas.

 

Alguns medicamentos aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) podem auxiliar nas dietas, sem agir no sistema nervoso. São ativos naturais que não fazem mal à saúde, como o Morosil, extrato das laranjas moro, cultivadas em torno do vulcão Etna na Sicília, Itália.

Benefícios do Morosil

O Morosil pode ser manipulado em cápsulas, sachês ou adicionados em receitas funcionais do dia-a-dia como sucos, vitaminas ou shakes. De acordo com estudo feito pela Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, as laranjas moro são fontes de antocianinas, antioxidante que age na perda de peso. Trata-se de um pigmento vermelho encontrado nas laranjas, com alto teor de vitamina C e outros compostos como ácidos hidroxicinâmicos e flavonóides.

 

A partir das propriedades encontradas nas laranjas moro foi criado o ativo Morosil, conhecido por auxiliar no gerenciamento de peso e por proporcionar outros benefícios ao corpo. Além da redução de peso e da gordura abdominal, o extrato da laranja vermelha ajuda no controle glicêmico, diminuindo os níveis de gordura no organismo, porque aumenta a sensibilidade à insulina e diminui os radicais livres.

 

Uma pesquisa publicada na revista International Journal of Obesity indicou que o ativo é capaz de neutralizar o acúmulo de gordura e o ganho de massa corpórea. O estudo foi feito com animais alimentados com uma dieta rica em lipídeos e constatou uma redução de 25% a 50% de gordura abdominal.

A importância de um tratamento completo

Recomendações de entidades como a OMS e o Ministério da Saúde ressaltam que nenhum método com a finalidade de emagrecimento deve ser usado isoladamente. Mesmo o uso de ativos naturais deve ser associado a outras atividades, como o exercício físico e a alimentação balanceada.

 

Por meio da Estratégia Global para a Promoção da Alimentação Saudável, Atividade Física e Saúde, a OMS recomenda que os governos atualizem periodicamente diretrizes nacionais para apoiar políticas e programas nacionais de alimentação e nutrição.

 

O indicado é que a alimentação seja cuidada desde o nascimento do bebê, com atenção constante na infância e manutenção de hábitos saudáveis na vida adulta. As dicas incluem evitar o consumo de alimentos industrializados, gordurosos, salgados e ricos em calorias e aumentar o consumo de frutas, verduras e legumes.

 

Para que o emagrecimento seja saudável e eficiente é essencial também beber água e evitar bebidas alcoólicas e cigarro. A OMS afirma que, após avaliação médica, exercícios físicos devem ser feitos, pelo menos, três vezes na semana e que é importante que o sono esteja regulado.