Teste de estanqueidade de gás - entenda tudo agora

Por Assessoria 27/10/2021 - 10:43 hs

Por que você precisa realizar um teste de estanqueidade da rede de gás? Existem várias razões para isso. Um dos motivos é verificar se o nível de eficiência da linha principal está sendo afetada. 

A maioria dos gasodutos é instalada para servir propriedades residenciais ou comerciais. O teste de estanqueidade de gás é realizado para que o gás e suas tubulações sejam avaliados.

Se você notar algum vazamento ou bloqueio nas tubulações, é preciso fazer um teste de estanqueidade gas para você saber as condições do seu sistema principal, e o seu funcionamento.

Mas será que você próprio pode fazer o teste de estanqueidade de gás? Ou mesmo localizar onde é o problema? Pode consertar por conta própria? Ou precisa de um especialista? Você vai saber tudo sobre isso aqui nesse post.

 

Como é feito o teste de estanqueidade de gás

O teste de estanqueidade de gás em tubulações é um modo aplicado para analisar se há algum vazamento na superfície de contato.

No teste de estanqueidade de gás utiliza-se o ar comprimido como forma de comprovação, com o aumento da pressão dentro do recipiente pelo manômetro, é capaz de fazer a avaliação da pressão interna, se existem alterações ou não.

Depois de um tempo, o fluido pode ser medido e apresenta algumas modificações, caso haja vazamento.

Após esse ciclo do teste de estanqueidade de gás, se por acaso for identificada alguma alteração, é preciso realizar um outro teste com equipamentos que possibilite localizar o vazamento. Empresas especializadas como a Tercal Engenharia fazem bem estes procedimentos ligados à inspeção NR 13.

Outros fatores que são avaliados para manutenção preventiva do sistema são:

  1. tubos previamente sinalizados e desobstruídos,
  2. pintura uniforme, 
  3. elementos identificados na tubulação,
  4. dispositivos de ignição e mangueira devem estar com um bom funcionamento.

 Ter toda atenção nesses itens é essencial para que ocorra o melhor aproveitamento da utilização do sistema de tubulação.

 

O que fazer quando localizo um vazamento durante o teste de estanqueidade de gás?

  • Se for um vazamento pequeno é possível resolver com resina na mesma hora.
  • Se for um grande vazamento as formas de reparos precisam ser analisadas, podendo até ser necessário a realização de um novo projeto para as tubulações, para realizar a substituição dos cabos de cobre.

Porque fazer um teste de estanqueidade de gás

O teste de estanqueidade de gás em tubulações também é feito como forma de prevenção, para provar que não existe nenhum vazamento.

Fazer o teste de estanqueidade de gás ajuda a identificar as causas de interrupções no fornecimento que podem ser causadas por defeitos, idade da tubulação ou por outros motivos.

Mesmo que o local não apresente nenhuma mudança pode estar havendo um pequeno vazamento, vindo a ser prejudicial à saúde e ao meio ambiente - sendo um grande problema na produtividade do comércio ou indústria. Por isso, o teste de estanqueidade de gás é tão importante na prevenção e correção.

Além disso, o teste de estanqueidade de gás é a prova mais segura de que o local está isento de qualquer tipo de vazamento que possa resultar em perdas ou explosões.

Para que ambientes com tubulações de gás receba a liberação pelo corpo de bombeiros é necessário fazer o teste de estanqueidade de gás.

 

Qual o intervalo de tempo para realizar o teste de estanqueidade de gás?

Pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), na NBR 15358, a inspeção deve ser regular, através do teste de estanqueidade de gás. O tempo máximo para a execução do mesmo é de 1 ano em áreas comerciais e industriais. Todas essas questões estão ligadas diretamente a inspeção NR 13.

Caso algum cano tenha passado por algum reparo ou dano, esse prazo muda para 6 meses, observando que é preciso se certificar que tudo está funcionando normalmente.

 

Quem realiza o teste de estanqueidade de gás?

O responsável por realizar e emitir o laudo do teste de estanqueidade de gás é o engenheiro mecânico. 

A Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) consta no laudo emitido pelo engenheiro. Dessa maneira o profissional arca com a responsabilidade pela segurança do sistema de gás. 

 

As tubulações da rede de gás

A instalação de gás é composta por um sistema que possui tubulação, conexões e acessórios indispensáveis para a condução do gás GLP ou gás natural.

Para o uso adequado e seguro do gás, o local tem que possuir recursos para o fornecimento do gás e a troca de ar para a evacuação dos gases produzidos pela combustão.

Conforme a NBR 15526 a execução do projeto de gás deve conter a melhor trajetória, o material adequado, e os critérios de segurança e dimensionamento local.

Existem vários tipos de materiais para a instalação de gás, os mais utilizados são:

  • Tubos de aço carbono,
  • Tubos de cobre,
  • Tubo de alumínio+ PEX (Multicamada).

 

Elementos da rede de gás e critérios de segurança:

Os elementos do sistema de gás são formados por:

Central de gás

A central de gás é área que possui os recipientes portátil ou imóvel e acessórios destinados ao armazenamento de gases para consumo na própria rede de distribuição interna.

 

Dispositivo de segurança

É o dispositivo designado a proteger a rede de distribuição interna assim como os aparelhos ou equipamentos a gás.

 

Medidor

O medidor é o equipamento destinado à medição do consumo de gás.

 

Prumada

A prumada é a Tubulação vertical, a parte que constitui a rede de distribuição interna, que transporta o gás para um ou mais pavimentos.

Agora que já sabe como é feito o teste de estanqueidade de gás, faça seu teste dentro do tempo correto e faça com um profissional adequado.