Cuidados ao reformar a casa

Por Assessoria 13/10/2021 - 19:40 hs

Ao reformar a casa, é necessário ter muito cuidado nos mais variados pontos que estão envolvidos. Além disso, esse é um tipo de obra que, em algum momento, será necessário. Por isso, pense em quais erros precisam ser reparados com urgência e conte com profissionais de alto rendimento para garantir os melhores resultados.

Muitas pessoas deixam para depois a reforma de suas casas, visto que normalmente acabam associando o ato de reformar com o estresse. No entanto, é necessário ficar atento para que não haja qualquer dano físico ou material graças a algum componente que esteja fora do lugar.

Veja, abaixo, quais são os principais cuidados a serem tomados na reforma de uma casa.

Planejamento é a parte mais importante

O planejamento é, sem dúvida alguma, uma das etapas mais importantes na reforma de uma casa. É por meio dele que podemos definir quais materiais serão utilizados para a reestruturação de algum ambiente, bem como quais profissionais poderão ser contratados para a execução da obra.

Além disso, também é possível rever alguns conceitos. A utilização de materiais orgânicos, como o tijolo ecológico Eco Máquinas, pode ser fundamental para garantir maior sustentabilidade para o ambiente, assim como a redução dos impactos ambientais que seriam causados por outros componentes.

É claro que não há como prever totalmente todos os custos que estarão envolvidos em uma obra, independente de ser pequena ou grande. Sendo assim, é necessário estar preparado para tudo. Por isso, o contato com um profissional da área, seja arquiteto ou engenheiro, se mostra mais do que necessário.

Além de economizar bastante no processo, ainda haverá a possibilidade de economizar cerca de 30% no final de toda a obra. Isso fará com que nenhum material seja desperdiçado e, ainda por cima, a sua reforma seja feita com segurança, observando todas as falhas estruturais para corrigi-las.

Estrutura e sobrepeso

Antes de começar a quebrar as paredes da casa ou, até mesmo, o piso, é necessário saber qual parte da casa é uma estrutura e qual não é. Isso poderá garantir muito mais segurança para todas as atividades que serão realizadas no ambiente, impedindo um desmoronamento integral ou parcial.

Grande parte das casas encontradas no Brasil possui uma estrutura convencional, constituída por:

  • Fundação;
  • Vigas;
  • Pilares;
  • Laje.

Isso quer dizer que as paredes são de alvenaria e não possuem uma função de estruturação. Assim, elas podem ser removidas em um caso de reforma. No entanto, em paredes em que há muitos pontos de eletricidade, a retirada poderá ser um pouco mais complicada do que o normal.

Nos últimos anos, novas tecnologias de construção passaram a ser empregadas em todo o país. A alvenaria estrutural é uma delas, bem como as paredes de concreto, que asseguram uma maior proteção para os moradores. Nesses tipos de construção, não há elementos clássicos estruturais, mas sim paredes que sustentam toda a casa.

Dessa maneira, adicionar algumas paredes na hora de fazer uma reforma também demandará inúmeros cuidados. Novas paredes poderão gerar uma sobrecarga na estrutura, sendo necessário se certificar de que ela, de fato, está inteiramente preparada para receber essa modificação.

Escolha de materiais

A utilização de materiais de qualidade faz toda a diferença em uma reforma. É por isso que voltamos a mencionar o tijolo ecológico, que garante uma boa sustentação e longa durabilidade para quem deseja uma estrutura ainda mais completa e segura para a própria casa.

O planejamento antes da reforma deve incluir o valor dos materiais que serão utilizados ao longo da obra. É necessário que, previamente, o tipo de serviço a ser executado seja definido para poder comprar tudo o que é necessário para fazer as modificações no ambiente sem prejudicar muito o bolso do proprietário.

Por isso, ao repensar o modo de escolher os materiais, é preciso fugir um pouco do senso comum. Na atualidade, podemos encontrar os mais variados tipos de materiais no mercado, principalmente os ecológicos. Na internet, milhares de extensões para propriedades podem ser devidamente investigadas.

Além disso, um outro ponto que deve ser pensado está na tecnologia utilizada por cada um dos materiais. Com a evolução dos materiais de construção e as suas funções cada vez mais diversificadas, esse fator deve ser levado em consideração na hora de fazer a compra e o planejamento da obra.

Escolha da mão-de-obra

A mão-de-obra também precisa ser avaliada da maneira correta no momento da contratação. De uma maneira geral, essa parte da reforma constitui metade dos gastos de tudo o que será feito. Além disso, pode ser uma das principais fontes de problemas de toda a obra.

Sendo assim, é necessário procurar por profissionais qualificados e que, de fato, saibam exatamente o que estão fazendo. Isso garantirá que a sua obra seja feita de maneira muito mais rápida e a redução de problemas seja uma realidade. Além disso, não haverá desperdício de material.

Dois grandes problemas em reformas que não foram bem sucedidas são os desperdícios e o retrabalho. Além disso, escolher bem fará com que o proprietário tenha uma garantia de que tudo será executado da maneira correta, ainda mais em casos em que a reforma seja originada por uma necessidade de reparos específicos.

Problemas de infiltração

Na maior parte das casas, é muito comum ver os problemas de infiltração como os maiores causadores de dores de cabeça. Além disso, esse problema acaba se manifestando das mais variadas maneiras, sendo necessária a presença de um profissional especializado para garantir a resolução completa desse tipo de empecilho.

Em áreas que estão próximas ao solo, é muito comum ver a água se infiltrar de forma ascendente, deixando manchas escuras nas paredes. No entanto, a água irá se infiltrar por falhas no telhado ou por algum problema de impermeabilização na laje. Independente de qual seja o local, as infiltrações causam sérios problemas.

Sendo assim, antes de mais nada, é preciso identificar quais os pontos de infiltração e, em seguida, refazer os sistemas para garantir que o problema não volte a incomodar. A refação dos sistemas de impermeabilização também poderão resolver essas falhas de modo definitivo.