Conselho busca incluir mais mulheres nas atividades de TI no Paraná

Regional da Assespro-PR no estado cria grupo que reúne representantes do setor produtivo, da academia e da sociedade.

Por Assessoria 03/03/2021 - 12:19 hs

A regional do Paraná da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro-Paraná) quer ampliar a atuação das mulheres nas atividades de inovação no estado. Com o intuito de desenvolver ações neste sentido, a entidade cria, em 2021, o Conselho Consultivo de Mulheres em Tecnologia, que já começa a definir um planejamento estratégico para o ano.

A presidência do grupo está a cargo de Cris Alessi, que também é presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação (órgão público municipal), do Conselho Municipal de Inovação e do Fórum Inova Cidades. Com ela, atuarão seis conselheiras (nomes ao final desta matéria), representantes da academia (Universidade Federal do Paraná), de empresas e de instituições como a ONU Mulheres – entidade da Organização das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero.

Cris Alessi sublinha que o percentual de mulheres entre profissionais de tecnologia da informação (TI) ainda é muito baixo, tanto no Paraná como em escala nacional. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de cada dez profissionais do setor, apenas duas são mulheres. Proporção semelhante à verificada no mercado paranaense: elas são 18% do total, conforme levantamento da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Aprofundar-se no conhecimento desse cenário, promover eventos, debates e outras ações que incluam as mulheres no setor e fomentar e apoiar programas de diversidade nas empresas de base tecnológica no Paraná estão entre as iniciativas listadas pelo Conselho Consultivo de Mulheres em Tecnologia, explica Cris Alessi.

Uma ação elementar, observa a presidente do Conselho, é proporcionar a participação de jovens mulheres em cursos e outros programas de formação e capacitação continuada. “Precisamos apoiar e conectar as empresas de tecnologia aos programas de formação de mulheres na área”, pontua Alessi.

O Conselho pretende mobilizar e articular ações semelhantes com regionais da Assespro-PR em outras unidades da federação, bem como com outras organizações da sociedade. O grupo está desde já designado também a ser representante da Assespro-PR em seminários, eventos, fóruns e outros espaços que tenham como tema a igualdade de gênero.

O primeiro evento promovido pelo Conselho será realizado no dia 10 de março, às 17 horas. Uma live gratuita através do YouTube da Assespro-PR (https://www.youtube.com/user/assespropr) apresentará todas as conselheiras, explicará os motivos da criação desta nova frente e contará com a presença internacional de Pedro Borio, embaixador do Canadá.

Confira os nomes que compõem o Conselho Consultivo de Mulheres em Tecnologia, da Assespro-PR:

  • Cris Alessi. Presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação (órgão público municipal), do Conselho Municipal de Inovação e do Fórum Inova Cidades.
  • Marcia Beatriz Cavalcante. Presidente da Curitiba Angels, Pós-Doutora pela Universidad Politecnica de Madrid, Ph.D em Gestão da Inovação, mestre em engenharia de software pela McGill University (Montreal), atuando em projetos de transformação digital do governo.
  • Elenice Novak. Professora da Universidade Federal do Paraná; docente de disciplinas de Gestão de Projetos e de Inovação Tecnológica; avaliadora de projetos inovadores.
  • Margaret Mussoi Luchetta Groff. Consultora da ONU Mulheres para WEPs. Engenheira, fez carreira na Itaipu Binacional.
  • Carolina Strobel. Primeira líder mulher do time da Redpoint eventures.
  • Mariana Foresti. Sócia da Honey Island Capital. Conselheira de empresa associada à Assespro-PR.
  • Rafaela de Campos Benatti. Suplente de diretoria na Subseção da Assespro-PR em Maringá.
  • Anaide Inês Holzbach de Araújo. Diretora da Subseção da Assespro-PR Oeste.