Frequentador de restaurante japonês com suposto swing dá outra versão sobre o que aconteceu lá

A história viralizou depois que foi postada pelo perfil@BrasilFedeCovid, que denuncia aglomerações na pandemia

Por Banda B 25/01/2021 - 18:13 hs

As fotos viralizaram e não se fala em outra coisa nas redes sociais dos curitibanos. Uma suposta festa de swing em um restaurante japonês de Curitiba, que teria ocorrido entre a noite de sábado (23) e a  madrugada deste domingo (24), em plena pandemia do coronavírus. Mas o que aconteceu no restaurante? Teve troca de casais (swing), aglomeração, ninguém estava nem aí, não foi a primeira vez????

A história ganhou força nas redes depois que o perfil @BrasilFedeCovid, que posta denúncias de aglomerações durante a pandemia, postou fotos de vários casais em cenas que aparentam ser de sexo, dentro do restaurante, após o atendimento normal.

A Banda B tenta, desde  a manhã desta segunda-feira (25), falar com o dono do restaurante, localizado na região central de Curitiba, mas ninguém foi encontrado.

Foi então que a reportagem localizou, na tarde desta segunda-feira, um rapaz que frequenta o restaurante em que supostamente teria ocorrido o swing sobre as mesas do restaurante.

Sob a condição de anonimato, ele deu outra versão para as fotos e, apesar das imagens, garantiu que as fotos que circularam não são deste último final de semana.

“A internet distorce as coisas, aumenta. Eu estava no restaurante neste sábado para domingo e posso garantir que não houve suruba, swing ou algo assim naquela noite. Estávamos em seis pessoas no máximo, sem aglomeração, e só rolou uns beijos, entre amigos. Ninguém aglomerou ou fez sexo em cima das mesas. Nada de secreção nas mesas. Exageraram”, disse o frequentador.

Questionado sobre o fato das fotos mostrarem homens e mulheres sim, sobre as mesas, em supostas cenas de sexo, o rapaz disse que, além deste flagrante não ter ocorrido neste fim de semana, aquilo não era swing, mas sim uma simples brincadeira entre amigos.

“Essa foto não tem sexo. Todos tiraram as roupas só pra tirar a foto, numa brincadeira. Daí um rapaz tirou a foto e, bêbado, postou no Instagram stories dele, inclusive marcando o restaurante. Deu nisso. Mas ninguém transou, nem nada. Não teve swing, por mais frustrante que isso possa ser para muitos que estão aí nas redes comentando”, afirmou.

O frequentador ainda fez questão de dizer que “em muitos bares rola dos funcionários e alguns clientes beberem e conversarem depois que as portas fecham”.

E pediu pra ressaltar: Quero deixar claro que não teve nem swing e nem aglomeração. Estou bem preocupado com as meninas expostas e com o prejuízo ao restaurante diante de toda essa repercussão”, disse o rapaz, que garante ser solteiro.

Repercussão

Inicialmente a publicação foi feita no Instagram, mas acabou retirada por conter ‘cunho sexual’. Entretanto, ela segue disponível no Twitter, onde o perfil @BrasilFedeCovid postou o seguinte: “Festa de swing em Curitiba, realizada na noite de ontem. @RafaelGreca, que tal? As imagens foram retiradas de um perfil aberto”, postou.

Imediatamente após a postagem, internautas comentaram a surpresa com o suposto swing, pelo fato do restaurante seguir todas as normas sanitárias devido à pandemia. Alguns brincaram: “Eu comi nesta mesa onde a festa estava rolando”.

A Banda B aguarda retorno da Prefeitura de Curitiba para saber se a denúncia será investigada, em razão da aglomeração que a foto sugere. Reforçamos que, até o momento, o estabelecimento não se pronunciou.