8 dicas para aumentar a durabilidade da sua calcinha

As calcinhas costumam desgastar-se rapidamente porque são usadas com frequência. Então, veja como adotar bons hábitos e preservar as suas peças por mais tempo

Por Assessoria 14/01/2021 - 14:47 hs

As calcinhas são um dos itens mais usados do guarda-roupa feminino. Não à toa, é necessário ter uma quantidade considerável dessa peça. Mesmo assim, as mulheres estão sempre em busca de como aumentar a durabilidade dela.

 

Apesar de ser uma atividade simples e corriqueira, os cuidados com as roupas íntimas são fundamentais para a preservação delas. Nesse sentido, saber como lavar a calcinha de maneira correta é importante para aumentar a durabilidade da peça e garantir a saúde da região íntima.

 

Além disso, alguns hábitos nocivos devem ser eliminados da rotina, como o costume de deixar as calcinhas secarem no box úmido e torcer as peças após lavá-las. Preparamos um conteúdo explicando como cuidar das suas calcinhas corretamente e quais hábitos devem ser evitados no dia a dia. Confira abaixo.

1. Temperatura correta

Se você quer que as suas calcinhas durem mais tempo, direcione a sua atenção para o processo de lavagem. Nesse sentido, vale lembrar que muitas peças são produzidas com tecidos delicados, por isso, a temperatura máxima da água deve ser 30ºC.

2. Produtos adequados

Durante a lavagem, evite produtos como sabão em pó e amaciante, porque eles possuem muitas substâncias químicas, podendo causar alergias e candidíase de repetição. Portanto, dê preferência ao sabonete neutro e antibactericida para uma higienização profunda e eficaz.

3. Máquina ou tanque

A calcinha pode ser lavada no tanque ou na máquina de lavar. Entretanto, a segunda opção é mais agressiva e pode acelerar a degradação da peça. Então, se você optar por ela, lembre-se de selecionar a opção “roupas delicadas” e não misturar peças íntimas com outras roupas.

4. Cores claras e escuras

Outro fator importante relacionado à lavagem é a separação das peças. Assim como é feito com as outras roupas, as lingeries devem ser separadas de acordo com as cores. Isso porque uma calcinha escura pode manchar outras claras, dando a impressão de lingerie encardida e mal cuidada.

5. Secagem

Após lavar a calcinha, chega o momento de colocar a peça para secar. Aqui, é importante lembrar que ambientes úmidos contribuem para a proliferação de bactérias. Por causa disso, as calcinhas não devem secar no box do banheiro.

 

Além disso, vale ressaltar que, apesar de ser muito comum secar a calcinha ao sol ou na máquina secadora, esse hábito pode danificar a peça. Então, a melhor opção é colocar a lingerie para secar em local arejado e com sombra.

6. Tecido torcido

Torcer as roupas após lavá-las é um hábito comum, porém nocivo. Afinal, essa é uma atitude bastante agressiva à modelagem da roupa e às fibras do tecido. Portanto, evite torcer as calcinhas antes de colocá-las para secar.

 

Além disso, se você optar pela lavagem na máquina, lembre-se de finalizar o processo antes da centrifugação, pois ela tem o mesmo efeito de torcer a peça na mão. Desse modo, você preserva o tecido e o elástico da sua lingerie.

7. Qualidade do tecido

A qualidade da lingerie é um dos fatores fundamentais para a alta durabilidade dela. Portanto, opte por tecidos de alta qualidade, como algodão, modal e poliamida. Peças feitas de poliéster costumam durar menos e ainda podem causar alergias na região íntima.

8. Rotatividade das peças

Toda mulher tem a sua calcinha preferida. Entretanto, quanto mais a peça é usada, mais vezes ela passa pelo processo agressivo de lavagem e secagem. Por isso, uma boa maneira de aumentar a durabilidade das suas calcinhas é fazer uma rotatividade dos itens.

 

Para isso, basta adquirir um número considerável de lingeries e diversificar o uso ao longo dos dias e das semanas. Você também pode separar os modelos que vai usar durante a semana daqueles usados aos sábados e domingos, por exemplo.