Futebol pós-pandemia: entenda quais são as previsões

Por Assessoria 26/11/2020 - 20:15 hs

A crise do novo coronavírus afetou uma série de segmentos da nossa vida em sociedade de maneira diferentes. Quem adora o famoso esporte bretão, provavelmente quer saber o que esperar do futebol pós-pandemia. Afinal, nos aproximamos do fim de 2020 e é possível que tenhamos vacinas em 2021, o que poderia finalizar essa situação. Por isso, muitas pessoas se perguntam quais serão as consequências dessa crise em outras áreas.

Por exemplo, esse ano nós vimos as Olimpíadas de Tóquio serem adiadas para 2021 por causa da crise do novo coronavírus. O mesmo aconteceu com a Eurocopa. Em 2022, teremos Copa do Mundo. Será que existirão consequências dessa crise no torneio mais importante do planeta? Também muito relevante, como fica a questão com os atletas? Muitos estão se contaminando por causa da pandemia. Será que haverá mudanças em relação às obrigações dos clubes? Quando as torcidas voltam aos estádios?

Vejamos o que esperar do futebol pós-pandemia no artigo a seguir!

O que esperar do futebol pós-pandemia?

O futebol foi um dos esportes menos afetados pela pandemia do novo coronavírus pois, ao contrário de outras modalidades menos populares, não depende exclusivamente dos ingressos para sobreviver.

Os acordos de televisão e publicidade conseguem manter o esporte funcionando e, por isso, os jogos retornaram com alguns protocolos de segurança, como a ausência de torcida e regras para os jogadores.

Por isso, a perspectiva é que o futebol pós-pandemia tenha um rápido retorno ao normal. Deveremos ver as torcidas retornando aos estádios e os jogadores voltando ao ritmo antigo, sem precisar seguir as restrições específicas dos protocolos de segurança.

Além disso, no entanto, começamos a ver também surgir algumas modificações de bastidores e essas podem ser permanentes. Um exemplo é a MP 984, que modifica, dentre outras coisas, os direitos de transmissão das partidas de futebol e dá maior poder aos clubes em relação a isso.

Como trata-se de uma Medida Provisória, ela não se tornará permanente necessariamente, mas pode iniciar um debate maior sobre essa questão dentro do futebol.

As competições serão afetadas?

A princípio, as grandes alterações nas competições de futebol têm a ver com o prazo delas. O Campeonato Brasileiro, por exemplo, só terminará em 2021, assim como outras competições.

Em 2021, teremos um calendário um pouco mais apertado para poder caber todos os jogos sem ultrapassar para 2022. Fora isso, praticamente todos os torneios deverão seguir as mesmas estruturas de antes, sem grandes alterações.

Mudará alguma coisa nas leis com os atletas?

Em relação aos atletas, é possível que hajam modificações nas leis e responsabilidades dos clubes em relação a saúde e compromisso com os profissionais.

Para entender isso, no entanto, é necessário saber como funciona o processo na Justiça Desportiva. Por enquanto, o seguimento desse tipo de mudança é lento e depende muito mais de acordos individuais do que coletivos.

No entanto, os atletas brasileiros já tinham demonstrado intenções de se unir antes e, com os casos de Covid-19 atuais, podem demonstrar um interesse maior de união nos próximos meses. Se acontecer, mudanças significativas podem ser feitas nas  leis, garantindo maiores direitos e proteções para os atletas, especialmente aqueles que ganham menos de R$5.000,00 (o equivalente a 95% deles).

E aí, o que você achou do artigo? De fato, o futebol pós-pandemia provavelmente terá algumas mudanças nos bastidores, mas a situação deverá se ajustar em breve dentro de campo e retornará à normalidade assim que a vacina se popularizar e a for aplicada em todos os países. Provavelmente, não teremos motivos para temer um adiamento da Copa do Mundo 2022, a não ser que algo muito grave aconteça.

Gostou desse conteúdo? Então deixe um comentário com a sua opinião abaixo!