Em mais uma tarde ruim, Araucária é goleado pelo Apucarana

Por Assessoria 18/10/2020 - 20:17 hs

O Araucária perdeu mais uma na Segundona. Desta vez, o Cacique sofreu 5 a 0 para o Apucarana na tarde deste domingo (18), no Estádio Olímpio Barreto, em Apucarana. Os gols foram de Pacato (dois), Rodrigo, Diego Paulista e Gustavo Gatti. Com a nova derrota, o time de Ary Marques saiu zona de classificação às semifinais e é apenas o sexto colocado, com nove pontos.

No primeiro tempo, o Apucarana foi melhor e abriu o placar com Pacato de pênalti. O camisa 10 Lucy teve uma ótima chance de empatar, mas a bola bateu no travessão.

Já na etapa final, o Apucarana cresceu de produção e dominou o Cacique, que foi irreconhecível na partida. E o time de Bruno Saymon marcou mais quatro vezes.

Aos 12 minutos, Pacato novamente ampliou, 2 a 0. Minutos depois, Rodrigo recebeu ótimo passe, ganhou da marcação e fez 3 a 0. Diego Paulista cobrou falta direto, a bola desviou na barreira e morreu nas redes, 4 a 0. A goleada do adversário foi fechada com Gustavo Gatti de cabeça, 5 a 0.

Agora, a Segunda Divisão terá uma pausa de quase um mês para que o Nacional de Rolândia coloque seus jogos em dia. Os últimos jogos do Araucária serão contra o próprio Nacional, no dia 16 de novembro, e contra o Batel, no dia 19 de novembro, fechando a primeira fase.

Ficha técnica:

Apucarana: Matheus; Gabriel, Ediro, Vitor e Eduardo; Serginho Paulista, Nelsinho (Ricardo) e Julio Santos (Guibson); Lucas Matheus (Bruno Alemão), Diego Paulista (Gustavo Gatti) e Rodrigo (Douglinhas). Técnico: Bruno Saymon.

Araucária: Lucas Alves; Matheus Favali, Rodrigo Mancha, Alex Fraga e Adriano Chuva (Alexsander); Tosta (Mosquito), Camargo, Maycon Canário (Felipe Boeira) e Lucy; Afonso (Gabriel Corsato) e Osmar (Flávio Renê). Técnico: Ary Marques.

Gols: Pacato (dois), Rodrigo, Diego Paulista e Gustavo Gatti (APU).
Cartões amarelos: Diego Paulista e Douglinhas (APU); Alex Fraga, Lucas Alves e Alexsander (AEC).

Árbitro: Rodrigo Aparecido Pereira.

Assistentes: Alexandre Cavalcanti de Souza e Jean Fábio da Silva.