A influência brasileira de Edu dentro e fora do campo no Arsenal

Por Assessoria 16/10/2020 - 08:38 hs

Eduardo César Daud Gaspar, ou simplesmente apenas Edu, já vestiu a camisa 17 pelo Arsenal, entre 2001 e 2005, e ainda ajudou os Gunners a conquistarem dois títulos da Premier League, duas FA Cups e o FA Community Shield, em apenas quatro anos. Mas, hoje em dia, o brasileiro influencia o clube de fora do campo, sendo diretor técnico - cargo que ocupa há pouco mais de um ano.

A chegada de Edu marcou mudanças mais significativas para o Arsenal - que é o favorito para vencer a Liga Europa deste ano, de acordo com as últimas dicas de apostas - fora do campo. O técnico de longa data, Arsene Wenger, deixou o time depois de 22 anos, em 2018, e foi substituído por Unai Emery - que desde então foi substituído por outro ex-jogador dos Gunners, Mikel Arteta.

"O Arsenal sempre teve um lugar especial no meu coração e estou muito feliz por voltar a este grande clube", disse Edu quando voltou para o clube.

"Temos um plantel forte e alguns jovens jogadores muito talentosos, com pessoas fantásticas em todos os níveis. Estou ansioso para ajudar a fazer a diferença."

Duas das principais funções de Edu no clube, além de supervisionar os treinadores do time principal e a academia, são a seleção e o recrutamento de jogadores e, ao longo de seu primeiro ano como diretor técnico dos Gunners, ele já mostrou fé em sua terra natal - recrutando vários brasileiros.

Pouco depois de assumir sua nova função no norte de Londres, Edu trouxe o atacante Gabriel Martinelli, do pouco conhecido Ituano da Série C, enquanto ele também ajudou a persuadir David Luiz a passar do rival Chelsea para o Emirates Stadium.

No entanto, Edu recebeu duras críticas depois de prorrogar o contrato de David Luiz por mais um ano, após uma primeira temporada abaixo da média no Arsenal. O ex-jogador da Inglaterra Joe Cole disse: ‘Sabemos que David Luiz é um jogador de ponta e venceu tudo’.

‘Mas com as atuações nesta temporada, não sei quem está tomando a decisão de estender o contrato para mais um ano’.

Sua influência brasileira ficou clara novamente na janela de transferência deste verão, com Willian seguindo os passos de David Luiz e trocando de casa, do Chelsea no sudoeste de Londres pelo norte da capital inglesa, enquanto o zagueiro Gabriel Magalhães foi contratado do time da Ligue 1 francesa, o Lille, por 27 milhões de euros.

Além dos brasileiros assumirem o time titular do Arsenal, Edu também tem trabalhado muito para incluí-los na equipe técnica. Após a saída do fisioterapeuta do Arsenal, Chris Morgan, que se mudou para o campeão da Premier League Liverpool no verão, os Gunners estão procurando por um substituto e, é claro, fizeram um acordo para trazer o fisioterapeuta brasileiro Bruno Mazziotti, que é amigo próximo do Edu.

O relacionamento da dupla começou quando eles trabalharam juntos no Corinthians e na Seleção Brasileira, e Mazziotti passou os últimos dois anos trabalhando para o gigante francês Paris Saint-Germain, onde também se juntou a uma série de brasileiros - incluindo Neymar, Thiago Silva e Marquinhos.

Com os olheiros do Arsenal agora implantados em todo o Brasil, não espere que a influência brasileira no Emirates desapareça tão cedo!