Qual é a diferença entre o Enem e o vestibular?

Por Assessoria 26/09/2020 - 23:06 hs

Saber qual é a diferença entre o Enem e o vestibular é primordial para um bom desempenho em cada prova.

Cada exame tem um estilo único de questões, um modelo de enunciado diferente, etc.

Você deve se atentar a essas diferenças pois pode te poupar algumas horas de estudo (e algumas dores de cabeça também).

Além disso, lhe responderei neste artigo as seguintes perguntas:

  • Quem faz o Enem não precisa fazer vestibular?
  • O que é melhor: Enem ou vestibular?
  • Tem como entrar na faculdade sem fazer vestibular?
  • O que é necessário para passar no vestibular?

Portanto, me acompanhe até o final desta breve leitura e você saberá qual é a diferença entre o Enem e o vestibular.


As principais diferenças

Começamos a identificar as diferenças pelo número de questões e modo de aplicação.

No Enem são 180 questões, divididas em dois domingos de aplicação.

  • Primeiro domingo: são aplicadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias e a redação;
  • Segundo domingo: são aplicadas as provas de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

Já no vestibular, que ocorre principalmente nas faculdades particulares (mas algumas federais também têm), temos uma pequena variação dependendo do vestibular que você quiser prestar.

Cada vestibular e cada universidade contém um sistema de seleção diferentes, logo contém vestibulares diferentes.

Alguns vestibulares podem ter 30 questões, outros 45, e assim por diante.

O importante é saber que os vestibulares geralmente são aplicados em um único dia, podendo haver exceções.

Outra diferença importante é justamente o sistema de seleção de cada exame.

No Enem, dois programas do governo podem definir sua entrada nas universidades:

  • Sisu: onde você utiliza a nota de corte do Enem para concorrer a vagas em faculdades federais, somente.
  • ProUni: onde você utiliza a nota de corte do Enem para concorrer a bolsas de 50% e 100% em faculdades particulares.

As notas de corte para cada curso são diferentes, portanto, é importante saber como ter um bom desempenho no Enem.

Saiba, desde já, que onde você consegue pontuar mais facilmente é na redação e na prova de matemática e suas tecnologias (clique aqui para saber os 7 assuntos mais importantes desta prova).

Já nos vestibulares, o sistema de seleção ocorre de acordo com sua posição na lista de aprovados, onde a universidade decide qual a porcentagem da bolsa oferecida a cada posição.

Quem faz o Enem não precisa fazer vestibular?

Com base no que você leu até aqui, a melhor resposta é: depende da faculdade onde você quer entrar.

Se você quer passar em uma federal, na maioria dos casos sua porta de entrada é o Enem.

Se quer entrar em uma particular, você pode tanto tentar o Enem (e utilizar o ProUni) quanto tentar o vestibular.

O que é melhor: Enem ou vestibular?


Bom, não compensa fazer vestibular se você quer uma bolsa integral numa faculdade particular. Raramente as universidades oferecem esta bolsa pelo vestibular.

Se você quer uma bolsa integral na faculdade particular, o mais recomendado é tentar o Enem e utilizar o ProUni (mas não exclua a ideia de consultar a universidade que você deseja entrar e verificar se eles oferecem bolsas integrais pelo vestibular).

Mas se deseja apenas uma bolsa para não precisar pagar o valor cheio da mensalidade, o que mais compensa é tentar o vestibular.

No vestibular, você tem a chance de conseguir até 70% de bolsa dependendo da universidade.

Já no ProUni (pela nota do Enem), são apenas duas opções: bolsa de 50% ou bolsa 100%.

Se você sente que não está indo tão bem no Enem para concorrer a uma bolsa integral em uma universidade particular, pode tentar as maiores bolsas do vestibular.

O que é necessário para passar no vestibular? E no Enem?

Sem dúvidas, a preparação é o mais importante.

Portanto, deixarei abaixo alguns passos para você ter o máximo rendimento em sua preparação.

  • Tenha um cronograma de estudos bem definido;
  • Não tente estudar várias horas de maneira desgastante... é melhor gastar um tempo menor estudando eficientemente do que passar horas fritando a própria cabeça e estudando da maneira errada;
  • Estude somente as questões do exame que você quer, de edições anteriores: se quer prestar Enem, treine com questões de anos anteriores do Enem. Se quer um vestibular, treine as questões de edições anteriores daquele vestibular em específico;
  • Escolha um bom tutor: se for para assinar alguma plataforma de estudos, verifique a credibilidade e autoridade da mesma;
  • Não se prive da diversão: descansar é tão importante quanto estudar;
  • Converse francamente com sua família para que não te chamem quando você estiver estudando.

Conclusão

Em resumo, aprendemos que:

  • Se quero entrar em uma faculdade federal, devo prestar preferencialmente o Enem e me inscrever no Sisu, dependendo da faculdade que eu quero entrar;
  • .. vou querer uma bolsa integral em uma faculdade particular, neste caso preciso fazer o Enem e me inscrever no ProUni;
  • Não... o ProUni é muito concorrido, não quero correr o risco de tentar a bolsa integral e não conseguir, neste caso vou fazer o vestibular e concorrer a uma bolsa.

Essas são as principais diferenças entre o Enem e o vestibular, além dos programas ProUni e Sisu. Consulte este artigo sempre que precisar.

Se isso esclareceu as coisas pra você, saiba que outras pessoas também podem ter as mesmas dúvidas.

Portanto, compartilhe este conteúdo com seus amigos e conhecidos para mostrar ao Google que vale a pena mostrar isso para mais pessoas.

Abraço e até o próximo artigo!