Mateus Costa supera diferenças e se adapta muito bem ao futebol dinamarquês

Por Assessoria 10/07/2020 - 08:51 hs

Mateus Costa supera diferenças e se adapta muito bem ao futebol dinamarquês
Fotos: Divulgação/ASE
Acostumado ao calor da região nordeste brasileira, Mateus Costa, natural de Salvador (BA), está há um ano atuando no Næstved, da Dinamarca. Mesmo com as sentidas diferenças entre o país natal e o que reside atualmente, o meio-campista se aclimatou muito bem as novas características e tem rendido bem.
 
Mesmo com a rápida adaptação, Mateus relatou que o início não foi tão fácil assim. “Os primeiros meses foram tensos, mas depois me soltei, pois fui me aclimatando gradativamente. Na sequência, infelizmente, tive duas lesões e acabei desfalcando a equipe em alguns jogos, mas estou firme e forte, pois sou guerreiro”, comentou.
 
Uma das maiores diferenças sentidas pelo brasileiro foi o clima, que é predominantemente frio no território dinamarquês. “Prefiro o sol, mas aqui a predominância é de frio, por isso, tive que me acostumar rapidamente com as baixas temperaturas; estamos agora no verão, então a temperatura cai bastante no período noturno. Nos demais setores, como alimentação, cultura e adaptação ao novo clube, não houve qualquer problema, pois fui muito bem recebido no Næstved, seja pelos meus companheiros, diretoria e comissão técnica também”, complementou o brasileiro.
 
Na reta final da segunda divisão dinamarquesa, o Næstved está lutando para fugir da posição incômoda na tabela de classificação, já que ocupa atualmente o 11º lugar, com 25 pontos conquistados.
 
Carreira
Ao longo de sua trajetória no futebol, o soteropolitano Mateus Costa Sousa, de 23 anos (19 de outubro de 1996), defendeu equipes importantes e tradicionais do cenário nacional. O começo, logo aos nove anos de idade, se deu no EC Bahia, equipe que defendeu até os 15 anos e conquistou o título da Copa Nike Sub-15.
 
Depois desta conquista, Mateus se transferiu ao SC Corinthians Paulista, atuando um ano com a camisa alvinegra; mas por questões pessoais, o jovem atleta precisou voltar para sua cidade natal. Com 16 anos, Costa chegou ao EC Vitória e defendeu o rubro-negro baiano até os 20 anos, garantindo o vice-campeonato Brasileiro Sub-20 e título do Campeonato Baiano Sub-20.
 
Em seguida, o meia jogou pelo SC Atibaia (São Paulo), AE Tiradentes (Ceará), América FC (Pernambuco), Galícia EC (Bahia), Botafogo ASF (Sergipe), Sociedade Boca Júnior FC (Sergipe) e Horizonte FC (Ceará). Na equipe cearense, Mateus se destacou e foi contrato pelo time dinamarquês, assinando contrato com a duração de quatro anos.