A gastronomia como atrativo turístico-cultural

Por Assessoria 04/10/2019 - 10:25 hs

A arte de preparar alimentos de cada cidade ou região  está relacionado à sua cultura e podem estar vinculados à sua religiosidade , e certamente a etnia, localização geográfica e o que cada lugar tem como alimento típico. Com isso a gastronomia é cada vez mais, uma fonte de conhecer a cultura de um local e através do turismo ela tem se tornado como uma opção de atrativo turístico-cultural de determinados destinos favorecendo a atividade turística em vários lugares. No caso da histórica cidade da Lapa, a 64 quilômetros da Capital, o fator determinante de sua gastronomia típica está ligado a sua história como pouso e entreposto de vendas de tropas, foi assim que nasceu a comida "tropeiro lapeana". Já o surgimento do  salgado típico e iguaria mais famosa da cidade : a "Coxinha de farofa", está ligada  à religiosidade, como nos canta Márcio Assad, estudioso da história de sua cidade natal,  que aponta o período do final dos anos 40 do século passado,  quando o salgado foi criado, em uma festa de São Benedito,  pelas mãos da primeira dama da cidade à Época D.Maria da  Gloria Ribas Kuss, que com um toque genial uniu sobras de farofa de frango ( para recheio) , com massa de pastel excedente uma vez que: O frango a ser rechedo, havia acabado, assim como a carne para o pastel. Ai como  necessidade é mãe da criatividade,   D. Gloria moldou trouxinhas de farofa envoltas na massa do pastel é " Voilá" , estava quase pronta a coxinha de farofa, que teve seu "designer", aprimorado no ano seguinte, com base naqueles cones centenários, para se rechear, com doces e salgados, principalmente em aniversários infantis à época. "De uns tempos para cá a gastronomia, sobre tudo a típica  tornou-se um importante atrativo turístico, principalmente no que diz respeito a atrativo turístico- cultural, tendo em vista que os hábitos alimentares de um povo e os seus modos de fazer identificam e expressam a identidade de um destino, explica Márcio Assad, que defende que a gastronomia deva ser melhor explorada, nas localidades onde se pretende desenvolver o turismo, pois se mostra um forte atrativo   e  um dos fatores mais lembrados  de uma viagem,   motivo de divulgação "boca/orelha" , bem como do retorno do turista  ao destino. Pensando nisso Assad, que é empresário da área da hospitalidade e chef de cozinha,  criou o evento:  Lapa, Sabor e Arte, que está em sua terceira edição e que reúne , turismo receptivo, cultura,  através da música e das artes plásticas  e a boa gastronomia lapeana. O evento é totalmente da iniciativa privada e tem uma característica especial de cooperação e  inclusão de várias empresas e pessoas  ligadas ao trade. "O Lapa, Sabor & Arte, para a ser um produto de turismo personalizado, que nos meses de outubro e novembro, estarão ao dispor de grupos de visitantes e turistas, a partir de 12 até 40 pessoas. Basta o responsável , reservar a data e ter uma experiência maravilhosa em nossa  querida e aprazível, Lapa". Finaliza Márcio Assad.

 
PROGRAMAÇÃO:

9h00:  Saída para City tour, pelo centro histórico ; 
10h00: Bate papo: "A arte de Bem receber"   ( para os participantes que se interessarem  no tema). 
12h00: Aula show de gastronomia, com degustação 
12h30 : Almoço com comida "Tropeiro-lapeana"; 
14h00: Retomada do City tour pelo centro histórico;
17h00: Rodízio de coxinha de farofa   com apresentação do Grupo de seresta da Lapa.
"Serviço" 
Valor por pessoa R$ 150,00, com todas as atividade e refeições propostas, incluso, refrigerante e sucos nas refeições, café, e chás no rodízio de coxinha de farofa.
Pousada Tropeira. Av. Dr. Manoel Pedro, 2069, Lapa – (41) 3622-0055. Informações podem ser solicitadas pelo fone/whatsapp: (41) 99889-2820