Assistência Social de Mafra celebra o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

Por Assessoria 19/06/2019 - 16:36 hs

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. (pessoas com idade igual ou superior a 60 anos). Segundo a O.M.S./Organização Mundial de Saúde, a violência contra o idoso, ocorre de diversas formas: ações ou omissões que podem ocorrer uma única ou diversas vezes contra o idoso, prejudicando a integridade física ou emocional da pessoa idosa, impedindo o desempenho se seu papel social.

Dezenas de pessoas entre convidados e que circulavam pela Praça Lauro Muller (Alto de Mafra), no último sábado (15/06), prestigiaram a Roda Cultural de Chimarrão, promovida pelo SCFV/Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação de Mafra. O evento já é tradicionalmente realizado por esse setor público municipal, mas desta vez teve um caráter especial: serviu de alerta a todos, para a prevenção das violências praticadas contra as pessoas idosas.

Durante o evento na praça, a equipe de funcionários e estagiárias do SCFV, oferecerem uma agradável rodada cultural de chimarrão, com muita música, alegria e confraternização entre os presentes. Entre eles, membros dos grupos da Melhor Idade, que frequentam semanalmente as diversas atividades sociais oferecidas pelo SCFV. Um dos integrantes dos grupos de idosos, o conhecido e carismático senhor Gabriel Schultz, abrilhantou a roda, executando canções tanto na velha e boa gaita, quanto no violão.

COMO E AONDE DENUNCIAR:

Ao presenciar ou suspeitar de ações de violência contra a pessoa idosa em MAFRA- SC, deve- se comunicar aos seguintes órgãos municipais: (SCFV = Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação de Mafra e Conselho Municipal do Idoso); Ministério Público ou Delegacia de Polícia da Comarca e Polícia Militar. Esses são os principais órgãos responsáveis por desencadear as medidas necessárias protetivas de responsabilização. No caso da denúncia seguir para um dos setores da saúde municipal, será realizada uma notificação compulsória de violência e acionada a Rede Atenção e Proteção, para acompanhar o caso.