Cargas especiais deixam o tráfego lento na BR-277

Por Assessoria 11/01/2019 - 11:39 hs

Dois caminhões transportando cargas especiais de grande porte deixam o tráfego na BR-277, no trecho entre Curitiba e Litoral, lento na manhã desta sexta-feira (11). Os caminhões saíram da praça de pedágio, em São José dos Pinhais, às 10h30, em direção ao Porto de Paranaguá. O transporte é acompanhado por um veículo operacional da concessionária Ecovia. Cada caminhão está carregado com 151 toneladas, tem 3,8m de largura e um total de 52 pneus, distribuídos em 14 eixos. O tráfego de descida da Serra do Mar não será interrompido, mas permanecerá lento até às 13 horas, horário previsto de chegada da carga em Paranaguá.

 

Durante toda viagem, a Ecovia sempre recomenda que os motoristas tenham anotado o telefone 0800 410 277 para qualquer incidente e pedido de socorro ou ajuda. No site www.ecovia.com.br, os usuários encontram informações complementares. Além disso, há o aplicativo Ecorodovias com informações úteis. A conta de Twitter @ecovia é atualizada regulamente e pode ser usada como fonte de informação sobre as condições de tráfego na rodovia.

Sobre a Ecovia – A Ecovia é uma empresa do Grupo Ecorodovias. No Paraná é responsável pela operação e manutenção da BR-277 – rodovia de grande importância comercial e turística na Região Sul, por ligar Curitiba ao Porto de Paranaguá, numa extensão de 84 quilômetros em pista dupla, além dos segmentos rodoviários PR-508 (Alexandra-Matinhos), e PR-407 (Pontal do Paraná). A empresa também presta manutenção nas rodovias de oferta que ligam a BR-277 às cidades de Morretes e Antonina. A Ecovia oferece ainda os Serviços de Atendimento ao Usuário (SAU) nos km 35 e 11 (sentido Paranaguá) e km 61,2 (sentido Curitiba) onde há banheiro, fraldário, café, água e telefone público.

Sobre o Grupo Ecorodovias – Ecorodovias é um dos maiores grupos de infraestrutura e logística intermodal do Brasil. Conta com nove concessões rodoviárias nas regiões Sul e Sudeste, somando mais de 1.900 quilômetros de rodovias por onde passam 120 milhões de veículos por ano, representando 52,8% do fluxo de passageiros e turistas, e 48% de toda a carga nacional movimentada no país. ”