A Associação de Apoio à Criança com Câncer (APACN) conta com nova diretoria

Por Assessoria 09/01/2019 - 09:23 hs

A eleição e posse dos novos membros da diretoria da Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia (APACN), para o biênio 2019/2020 aconteceu em 4 de dezembro de 2018, na Casa de Apoio e sede administrativa da instituição, localizada no bairro Tarumã.

Apenas uma chapa foi registrada para concorrer a eleição, a chapa Menino Jesus de Praga, ficando assim constituída:

PRESIDENTE: Mariza Del Claro

VICE-PRESIDENTE: Sirley Fátima D’Nez

DIRETORA ADMINISTRATIVA: Maria Angélica Marques Paolelli

DIRETORA FINANCEIRA: Elicléia Graf Bachmann      

DIRETORA INSTITUCIONAL: Maria Ione Badotti

DIRETORA DE VOLUNTARIADO: Clarinda Akemi do Prado

CONSELHO FISCAL: Miriam Paggi Leal, Vilce Mantovani e Nilce Teixeira da Silva

CONSELHO SUPERIOR: Ex-presidentes, Membros Natos e Sócios Fundadores

MEMBROS ELEITOS: Dra. Flora Mitie Watanabe, Dr. Raul Correia Ribeiro e Dr. Bonald Figueiredo

SUPLENTE: Dorotti Carlota Vieira 

Sobre a APACN:

Atua com 3 unidades, distribuídas em 3 sedes sendo a Casa de Apoio localizada no bairro Tarumã, local de hospedagem dos pacientes e seus acompanhantes legais os quais chegam diariamente de todo o Brasil, para realizarem o tratamento de algum tipo de câncer nos hospitais de Curitiba, como por exemplo, Hospital Pequeno Príncipe, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, Erasto Gaertner entre outros. Nesse período os hóspedes contam com toda a estrutura, como por exemplo dormitórios, trabalhos manuais (artesanatos), alimentação, educação, transporte aos hospitais, odontologia, lazer, recreação, capela, anfiteatro, nutrição, psicologia, serviço social, quartos especiais para pacientes transplantados, trabalho voluntário sem custos e pelo tempo que for necessário ao tratamento da criança ou adolescente.

A segunda unidade é o Ambulatório Menino Jesus de Praga, localizado no bairro Alto da Glória, onde acontecem os atendimentos sem internações de pacientes encaminhados pelo Hospital de Clínicas (HC) da UFPR incluindo os que residem em Curitiba e Região Metropolitana. Os atendimentos incluem consultas, sessões de quimioterapia, exames, procedimentos realizados pelo corpo clínico do próprio HC. Durante a espera dos atendimentos os pacientes contam com apoio pedagógico, recreação, lanche no período da manhã disponível às crianças e adolescentes, além de atendimento psicológico e de serviço social.

A terceira unidade é o Cegempac. Um Centro de Pesquisas na área de oncologia pediátrica, também localizado no bairro Alto da Glória.

Além das atuações focadas na hospedagem, atendimento ambulatorial e pesquisa, há 14 anos a APACN atua com um trabalho de alerta e conscientização sobre os primeiros sinais e sintomas da doença e a importância do diagnóstico precoce, com o objetivo de combater a infeliz realidade apontada pelas estatísticas do Instituto Nacional de Câncer (INCA) de que o câncer infanto-juvenil ocupa o primeiro lugar no ranking de doenças causadoras de óbitos. A data oficial do Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI).

A instituição foi criada em 1983, com o objetivo de atender crianças e adolescentes de todo o Brasil, que eram encaminhados à Curitiba, para realizarem o tratamento, mas não condições de arcar com custos que envolvem uma estrutura e o suprimento de necessidades básicas, como as que são oferecidas pela APACN, surgindo então uma das primeiras casas de apoio do Brasil para esse público.               

De acordo com dados do Serviço Social da instituição, em 2017 foram acolhidos aproximadamente 1.600 hóspedes (total de pacientes, acompanhantes e doadores compatíveis de medula óssea).

Para manter sua estrutura, cujo custo mensal é de cerca de 150 mil reais, a APACN conta com a ajuda da sociedade, com recursos provenientes de projetos, eventos, campanhas, doações, realização de bazares, patrocínios, copatrocínios, apoios entre outras ações para levantar recursos.

Desafios à diretoria:

De acordo com a voluntária e atual presidente eleita Mariza Del Claro, os principais desafios dessa diretoria empossada, é continuar pela busca contínua e incansável por recursos, para garantir a continuidade, melhoria e crescimento do trabalho que desenvolve; a continuidade e o fortalecimento do trabalho voluntário; o fortalecimento da marca, da missão e da credibilidade junto a sociedade, conquistada ao longo dos anos de trabalho árduo  e principalmente a construção de novos quartos especiais para pacientes que realizam o transplante de medula óssea. “Atualmente contamos com apenas 8 desses quartos especiais para pacientes que realizam o transplante de medula óssea, permanecendo por cerca de 100 dias isolados. Com a inauguração da ala de transplante de medula óssea do Hospital Pequeno Príncipe e a previsão de que outros hospitais da capital farão transplantes de medula óssea, a nossa demanda por procura aumentou e aumentará ainda mais, nos obrigando a dar algumas negativas por falta de acomodações disponíveis”, ressalta a atual presidente.

Além dessa campanha, a instituição tem vários projetos em andamento e uma  agenda de eventos e ações para captação logo será estruturada e divulgada nos meios oficiais da instituição. “Contamos com a mobilização da sociedade para continuar nos ajudando e apoiando o nosso trabalho e garantirmos o acesso das crianças e adolescentes ao tratamento em Curitiba”, finaliza Mariza Del Claro.

Canais oficiais da instituição:

www.apacn.org.br

Facebook: APACNParana

Instagram: apacn.pr

Contato: (41) 3024 7475