Com capital de giro de R$ 12 mil, empreendedor cria rede de clínicas médicas que fatura R$ 32 milhões

Pioneira na área, Acesso Saúde conta com 31 unidades e prevê movimentar R$ 39 milhões até o final do ano

Por Assessoria 10/10/2018 - 10:56 hs

Após trabalhar mais de 14 anos na área da saúde, Antonio Carlos Brasil decidiu criar um modelo de negócio inédito, o Acesso Saúde - primeiro sistema de saúde particular sem mensalidade que oferece exames e consultas médicas para a população que não possui plano de saúde. A falta de atendimento médico no sistema público, bem como a demora para o agendamento de consultas e exames, motivaram o empreendedor a criar um conceito que, até então, não existia no Brasil, o das clínicas populares. O empreendedor resolveu criar um negócio focado na população de baixa renda, e a estratégia deu muito certo, pois atualmente a rede conta com 31 unidades em operação, faturou  R$ 32 milhões em 2017 e prevê movimentar R$ 39 milhões até o final do ano.

Para a abertura do negócio, o empresário contava com capital de giro de apenas R$ 12 mil, quantia que utilizou para comprar alguns móveis e para pagar o primeiro aluguel do imóvel. Além da disponibilidade de baixo valor para investimento, também enfrentou grande resistência da comunidade médica no início do negócio, principalmente por apostar em um nicho de mercado que ainda não existia em 2006. “Nos primeiros 15 dias, a empresa atendeu somente 15 pacientes, porém no mês seguinte o número de atendimentos aumentou para 478 pessoas, e seguiu crescendo até ultrapassar a marca de 10 mil atendimentos por mês em uma única unidade”, comenta Brasil.

Desde a adolescência, o empreendedor sempre desejou trabalhar na área da saúde, mas a ideia foi desaprovada pelo seu pai, e ele acabou cursando administração. Porém Brasil teve a sua trajetória cruzada por esse setor, pois atuou por cerca de oito anos em uma grande operadora de planos de saúde, no Estado do Paraná. A ideia de abrir um negócio focado no atendimento da classe C, surgiu quando ainda trabalhava em uma consultoria na área e precisou desenvolver um planejamento estratégico para um grupo de médicos oftalmologistas. “Durante minha pesquisa pude perceber que havia além de uma demanda alta por atendimento médico, uma grande oportunidade”, conta. Essa análise contribuiu para a criação de uma empresa, na qual pôde unir os sonhos de trabalhar na área de saúde e ajudar pessoas, ao desejo de empreender.

Durante a elaboração do planejamento estratégico para o qual foi contratado, ele percebeu que existia um hiato no atendimento entre o SUS (Sistema Único de Saúde) e os planos de saúde, na época mais de 76% da população brasileira não tinha o benefício. “Notei que  além da escassez de atendimento médico no sistema público, os preços cobrados pelos convênios médicos eram muito altos, então decidi criar uma empresa que oferecesse esses serviços com preços mais acessíveis, e sem a cobrança de uma mensalidade fixa”, comenta.

Pioneira na área, a empresa inovou com o desenvolvimento de um sistema com tecnologia exclusiva, em que ao marcarem a primeira consulta, os pacientes recebem uma carteirinha com um número de cadastro, que registra todo o prontuário médico do paciente e é disponibilizado para todas as clínicas Acesso Saúde, no país. Além disso, a empresa oferece mais de 30 especialidades médicas e 1.200 tipos de exames. Os preços cobrados são até 50% mais baratos dos que são oferecidos no mercado e a empresa ainda permite o parcelamento em até seis vezes.

A primeira unidade da rede foi fundada em 2006, na cidade de Colombo, no Paraná e a marca já realizou mais de 1 milhão de atendimentos. Atualmente a rede possui presença em 11 Estados brasileiros, a previsão é que até o final de 2019 ultrapasse a marca de 40 unidades franqueadas e a expectativa para o próximo ano é que o faturamento ultrapasse R$ 47 milhões.

Sobre - Fundada em 2006, pelo administrador de empresas Antônio Carlos Brasil, o Acesso Saúde é um sistema de saúde particular sem mensalidade, que oferece atendimento médico e exames por meio de sua rede de clínicas, para a população que não tem plano de saúde. São mais de 30 especialidades e 1.200 tipos de exames. A marca tem presença em 11 Estados brasileiros, conta com 31 unidades e previsão de chegar a 40 unidades, em 2019.