Dona do AliExpress compra fabricante de chips e reage à restrições dos EUA

Por Redação 24/04/2018 - 16:28 hs

A Alibaba, dona do AliExpress, comprou na sexta-feira (20) a fabricante de chips Hangzhou C-SKY Microsystems, um dos principais fornecedores de processadores embutidos na China. Enquanto a companhia afirma que se trata de um investimento para fortalecer seu negócio da Internet das Coisas, muitos analistas de mercado veem como uma clara reação às recentes imposições do governo Trump aos produtos orientais.

Para refrescar a memória, Trump vem barrando algumas fabricantes, especialmente as chinesas Huawei e ZTE, sob acusação de espionagem com o uso de seus produtos. Para piorar o lado dessas companhias, a Federal Communications Commission (FCC), o equivalente à nossa Anatel, votou neste mês a proibição do uso dos US$ 8,5 bilhões do fundo interno Universal Service Fund (USS) para subsídio de tecnologia estrangeira “que ameace a segurança nacional”.

Foram 5 votos a 0 e, com isso, órgão públicos e pequenas operadoras de locais remotos dos Estados Unidos ficam impedidos de usar o USS para adquirir os aparelhos da Huawei e da ZTE — assim como software da Kaspersky Labs — em um período de sete anos. Isso causa um grande impacto para as marcas, que costumam atrair muitos consumidores com produtos a preços mais baixos e qualidade competitiva.