Lula reclama de ovadas no interior do Paraná

Por Redação 27/03/2018 - 11:05 hs

No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina Lula foi alvo de críticas e de atos violentos por onde passou com sua caravana. Em São Miguel do Oeste, no estado catarinense, foi recebido com ovos. A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, acompanha o ex-presidente e se irritou com os ataques.

No Paraná a história foi a mesma. O ex-presidente Lula iniciou ontem a caminhada por algumas cidades do Estado. O primeiro município a receber o pré-candidato a presidência da república foi Francisco Beltrão. O ato foi marcado mais uma vez por protestos contra Lula. Quando o ex-presidente havia embarcado no aeroporto da cidade, em direção a Foz do Iguaçu, uma equipe de segurança de sua caravana agrediu um repórter do jornal O Globo. De acordo com informações do jornal O Estado de São Paulo, o repórter filmava a abordagem de dois homens ligados à caravana petista a um carro de manifestantes quando um dos seguranças o abordou e o agrediu com um soco no rosto. Dois homens do Exército que fazem a escolta pessoal do ex-presidente intervieram e afastaram o agressor, que não foi identificado.

Em São Miguel do Iguaçu um ônibus da empresa Catarinense, que levava militantes do Partido dos Trabalhadores (PT), foi recepcionado com ovos e tomates.

Lula chegou a Foz do Iguaçu pouco antes das 18h desta segunda-feira (26). Ele participou de um evento na sede do Sindicato dos Eletricitários.

A chegada de Lula foi marcada por bastante tensão entre manifestantes contrários e favoráveis ao ex-presidente. Equipes da Polícia Militar precisaram utilizar bombas de efeito moral e spray de pimenta para conter o avanço de manifestantes contra Lula. Alguns tiros de bala de borracha foram disparados para dissipar os manifestantes. Mesmo com a manifestação do lado de fora, o ex-presidente chegou até o sindicato em um helicóptero e pousou no terraço.

Curitiba

Hoje Lula passa pelas cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul. A última parada da caravana de Lula pela região Sul do país vai ser em Curitiba. O ato está marcado para amanhã (28), às 17 horas, na praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) garantiu que também vem a Curitiba amanhã. Nas redes sociais ele afirmou que vai participar de um ato no Aeroporto Afonso Pena, às 11h30 e lançou um desafio a Lula: quem coloca mais pessoas nas ruas.